Evolução

ANOS 90

O empobrecimento progressivo do setor industrial e o crescimento paralelo do mundo dos serviços colocou a necessidade para a sociedade de transformar a potencial ameaça comercial em uma oportunidade: a gratificante intuição de poder transferir a cultura industrial (eficiente – numérica – rigorosa) em mundos focalizados em culturas de marketing e ofertas comerciais historicamente não focadas na medida e na eficiência.

Nestes contextos operativos a aplicação de técnicas industriais traduziu-se rapidamente em um fator competitivo de sucesso: por atenção aos processos, aos desempenhos e aos recursos humanos, tornou-se progressivamente um elemento amplificador de produtividade sempre mais evidenciado nas contas econômicas dos clientes.